fbpx

Novembro Azul – Luta contra o câncer de próstata

Novembro Azul – Luta contra o câncer de próstata
1 de novembro de 2017 alphajorstudio

Novembro Azul é um movimento internacional de conscientização realizada por diversas entidades no mês de novembro. A ação voltada à saúde dos homens, visa a conscientização sobre os perigos de doenças masculinas, principalmente o câncer de próstata, com destaque a prevenção e o diagnóstico precoce deste tipo de câncer.

Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) apontam que, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma), e considerando todos os tipos de cânceres para ambos os sexos, ele é o quarto tipo mais comum.

O que é o Câncer de Próstata

O câncer da próstata é uma consequência da transformação das células da próstata, que se proliferarem de forma anormal e ganham a capacidade de invadir o órgão e até, em alguns casos, circular pelo corpo e produzir tumores (metástase) em outras partes do corpo.
Sintomas

Em seus estágios iniciais não costuma apresentar sintomas, conforme evolui o paciente pode ter dificuldade em iniciar e manter um fluxo constante de urina, fluxo urinário fraco, micção frequente, retenção urinária, incontinência, dor ou sensação de ardor ao urinar; presença de sangue na urina ou sêmen e ejaculação dolorosa.

Como Prevenir?

Diversos exames que podem ser feitos para detectar o câncer de próstata, como: biópsia, cintilografia óssea, tomografia computadorizada, ressonância magnética, laparoscopia e outros. Porém, o mais rápido, mais simples e um dos mais eficientes para a detecção de anormalidades na próstata é o temido exame de toque retal, que leva apenas alguns segundos.

Quem deve fazer o exame de toque?

Homens com mais de 45 anos, uma vez por ano. Caso tenha histórico familiar de alguma doença em relação à próstata, deve começar antes, aos 40.

Tratamento

Dependendo do estágio da doença e outros fatores, as principais formas de tratamento para pessoas com câncer de próstata incluem: monitoramento, hormonioterapia, vacinas, cirurgia, criocirurgia, quimioterapia e radioterapia. O importante é que seja feito o diagnóstico o mais cedo o possível, o câncer em fase inicial tem até 95% de chances de cura.

Preconceito atrapalha a prevenção e diagnóstico da doença

Em pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, sob encomenda da Sociedade Brasileira de Urologia, sobre a percepção masculina em relação ao câncer de próstata e o exame de toque, foi divulgado que 76% dos entrevistados de todo Brasil estavam cientes que o exame de toque era importante para detecção do Câncer de próstata, mas só 32% já o fizeram. Segundo os entrevistados o principal motivo para não fazer o exame é o preconceito (os homens tem medo de que a sua imagem masculina seja afetada de alguma forma). Os médicos recomendam que as pessoas visitem regularmente um urologista, busquem informações a respeito da doença e suas prevenções. Contra a ignorância e o preconceito a educação é o melhor remédio! Cuidar da saúde também é coisa de homem, o exame de toque dura menos que 5 segundos e pode salvar vidas!

 

Por: Izabel Martins
Fontes: Instituto Lado a Lado Pela Vida, Instituto Nacional de Câncer (INCA) e Sociedade Brasileira de Urologia

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*