fbpx

Atividade Física melhora a sua saúde e qualidade de vida

Atividade Física melhora a sua saúde e qualidade de vida
17 de abril de 2018 alphajorstudio

Com a rapidez da vida moderna o estilo de vida sedentário tem sido cada vez mais adotado pelas pessoas, principalmente nos grandes centros, reduzindo assim a qualidade de vida e impactando diretamente na saúde da população.

Nos grandes centros urbanos os principais motivos para a população adulta e idosa não praticarem atividades físicas são: a falta de tempo, o difícil acesso ou a falta de áreas destinadas a essas práticas. E o que vem intrigando os médicos é que cada vem mais, este ritmo de vida sedentário vem afetando os mais jovens e crianças, pois eles deixam de praticar esportes, de brincar, ou de fazer atividades recreativas para mergulharem no meio digital, com celulares, tablets, vídeo games e computadores.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), em constante campanhas, vem sensibilizando os países quanto à necessidade emergencial de modificar o estilo de vida sedentário.

Por que é tão importante praticar Atividade Físicas?

A atividade física, de um modo geral, é uma das maneiras de prevenir o desenvolvimento das doenças crônicas não transmissíveis (doenças circulatórias, câncer, respiratórias crônicas e diabetes), depressão e declínio cognitivo. Melhora a aptidão cardiorrespiratória, muscular, a saúde óssea, cardiovascular e metabólica.

Você ganha disposição e vitalidade. A prática de atividade física regular proporciona maior qualidade de vida e diminui o estresse pois ajuda a regular hormônios e a pressão arterial.

Recomendações da OMS para todas as idades

Crianças, jovens, adultos e idosos podem se beneficiar das atividades físicas. O que muda para cada faixa etária é o tipo de atividade e a sua intensidade.


Crianças e Jovens até 17 anos
São recomendadas atividades físicas quem incluem: brincadeiras, jogos, esportes, transporte (caminhar de casa até o destino), tarefas, recreação, educação física, ou exercício programado, no contexto de atividades da família, escola e comunidade.

Tempo: mais de 60 minutos por dia
Frequência: Ao menos 3 vezes por semana
Nível de atividades: Moderadas a intensas


Adultos de 18 a 64 anos
São recomendas atividades físicas que incluam: atividades de lazer, profissionais (trabalho), transporte (por exemplo, caminhar ou andar de bicicleta), atividades domésticas, brincadeiras, jogos, esporte ou exercício planejado (Academia).

Atividades de fortalecimento muscular deve ser feito envolvendo grandes grupos musculares em 2 ou mais dias por semana.

Tempo: De 75 minutos a 150 minutos.
Frequência: Ao menos 1 vezes por semana
Nível de atividades: Moderadas (até 150 minutos) à Intensas (até 75 minutos).


Idosos
Em adultos com 65 anos ou acima são recomendadas: atividades de lazer (por exemplo: caminhar, dançar, jardinagem, natação), transporte (por exemplo, caminhar ou andar de bicicleta), profissional (se o indivíduo ainda está trabalhando), tarefas domésticas, jogo, esportes ou exercícios planejados.

Os adultos mais velhos, com mobilidade comprometida, devem realizar atividade física para melhorar o equilíbrio e evitar quedas em 3 ou mais dias por semana.

Tempo: De 75 minutos a 150 minutos.
Frequência: Ao menos 1 vezes por semana
Nível de atividades: Moderadas (até 150 minutos) à Intensas (até 75 minutos).

Como sair do sedentarismo?
É simples, basta mudar de atitude. Comece com uma caminhada leve, pois é recomendada para todas as idades. Se você trabalha ou estuda e volta pra casa de ônibus. Comece descendo um ponto antes do seu ponto habitual e caminhe até a sua casa.

Mude a sua alimentação, pois ela ajuda a ter mais disposição e energia para atividades físicas.

Recomendamos sempre que você consulte regularmente um médico, antes de começar uma atividade física, para que ele avalie suas condições físicas e indique as melhores atividades a você.

Mude sua vida: movimente-se! Se precisar dê um empurrãozinho na vitalidade e força, venha nos visitar! Temos Vitaminas e Suplementos com os melhores preços para você!

 

Por: Izabel Martins

Fontes:
Ministério da Saúde:
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/plano_acoes_enfrent_dcnt_2011.pdf
Organização Mundial da Saúde:
http://www.who.int/dietphysicalactivity/en/

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*